Campeonato Italiano

Campeonato Italiano é o torneio europeu com o maior número de brasileiros; veja lista completa

Futebol italiano é considerado entre os cinco melhores da Europa pela UEFA

4 de Setembro de 2019 às 12:03 por | -- comentário(s).


Zagueiro Léo Duarte foi contratado pelo Milan no encerramento da janela de transferências. (Crédito: Divulgação/Milan)

Considerado o país mais exportador de craques para o mundo da bola, o Brasil tem tudo para 'dominar', literalmente, a Itália nesta temporada 2019/2020. Com o fechamento oficial da janela de transferências do mercado europeu, na última segunda-feira (2), o Campeonato Italiano se tornou a competição europeia com o maior número de brasileiros: ao todo, somente a elite da competição italiana conta com 40 jogadores brazucas espalhados em 18 dos 20 clubes.  

Atual octacampeã consecutiva, a Juventus tenta a 36ª conquista de sua história com a presença de astros como Cristiano Ronaldo, Paulo Dybala, De Ligh, Gianluigi Buffon e conta com os brasileiros Danilo (ex-Manchester City) e Douglas Costa (ex-Bayern de Munique) como peças chaves do elenco dirigido pelo técnico italiano Maurizio Sarri.  

Terceiro maior vencedor do Campeonato Italiano, com 18 taças, o Milan tenta quebrar a incrível série de títulos da rival para voltar a ser apontada uma potencia italiana no mercado europeu . A equipe rossonera conta com dois rostinhos conhecidos do cenário brasileiro, principalmente da torcida do Flamengo: o meia-atacante Lucas Paquetá e o zagueiro recém-chegado Léo Duarte. 

Vice-campeã italiana nas últimas duas temporadas, o Napoli foi o único clube a chegar mais perto de ameaçar a quebrar a hegemonia da Juve nas últimas temporadas e vem para o ano 2019/2020 com a presença confirmada do volante da Seleção Brasileira Allan.  

Dos 20 times da primeira divisão do futebol italiano, Sampdoria é o único clube da elite do torneio a não contar com nenhum atleta canarinho no grupo. Já a Udinese é quem mais tem brazucas no elenco: Nícolas (goleiro), Rodrigo Becão (zagueiro), Samir (zagueiro), Walace (volante) e Ryder Matos (atacante). 

Além deles, tem mais brasileiros na disputa na edição de número 112 do Campeonato Italiano: Rafael Toló, Roger Ibañez e Guilherme Arana (Atalanta); Danilo Larangeira e Ângelo da Costa (Bologna); Felipe Curcio (Brescia); Rafael e João Pedro (Cagliari); Jandrei e Sandro (Genoa); Dalbert (Inter de Milão); Luiz Felipe, Lucas Leiva e Wallace (Lazio); Gabriel Vasconcellos e Diego Farias (Lecce); Hernani Azevedo (Parma); Juan Jesus e Daniel Fuzato (Roma); Igor, Felipe e Gabriel Strefezza (SPAL); Marlon e Rogério (Sassuolo); Lyanco e Bremer (Torino); Wesley, Alan Empereur e Lucas Felippe (Hellas Verona) e Pedro (Fiorentina).

BRASILEIROS CARAS NOVAS NA ITÁLIA

Após um mar de especulações e muitos negócios frustrados, a janela de transferência da temporada 2019/2020 rendeu a contratação de dez novos brasileiros para atuarem no futebol italiano

Dentre as principais negociações, a ida do lateral-direito Danilo para a Juventus em negócio que levou João Cancelo ao Manchester City, o acerto do centroavante Pedro com a Fiorentina após forte assédio do Flamengo nos últimos dias de fechamento da janela e o empréstimo do lateral-esquerdo Guilherme Arana, do Sevilla, a Atalanta, foram os negócios que agitaram o mercado da bola.

VEJA A LISTA DAS NOVIDADES BRASILEIRAS NA ITÁLIA: 

Danilo (Juventus)

Pedro (Fiorentina) 

Léo Duarte (Milan) 

Hernani (Parma)

Igor (SPAL) 

Kaique Rocha (Sampdoria)

Wesley (Hellas Verona)

Guilherme Arana (Atalanta) 

Walace e Rodrigo Becão (Udinese)